Angel's.

.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[N] - Tarefa Sinônimos.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 [N] - Tarefa Sinônimos. em Ter Fev 21, 2017 4:54 pm

Near


Admin

❒ 【✙ G E R A L ✙】❒


Criação de ficha.
▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂
∴ 【Nome】: Jimin
∴ 【Clã】: Uchiha
∴ 【Ichizoku】: Filho do demônio. Evil or Very Mad
∴ 【Idade】: 17
∴ 【Vila】: Konohagakure
∴ 【Especialidades】: Tipo perceptor, combinação de técnicas ninja e controle de chakra
∴ 【Elementos】: Katon e Raiton
∴ 【Kekkei Genkai】: Sharingan, Mangekyou Sharingan.
ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂
ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ❒ 【✙ A R M A M E N T O S ✙】❒ ▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂
∴ 【Básicos】:
▬ Fios de Aço
▬ Bomba de Luz
▬ Kunais
▬ Shurikens
▬ Senbons
【Especial】
▬ Espada Kusanagi
ㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤ ❒ 【✙ Estilos de Jutsu✙】❒ ▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂
▬ Ninjutsu
▬ Genjutsu
▬ Taijutsu
▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂
▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂

❒ 【✙ Intérprete/Tarefa✙】❒ ▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂

O sol jazia-se como um dia normal na vila oculta da folha, onde os produtos mercavam com frequencia, iluminando com seus raios solares cada canto e brecha dos becos que foram formados entre casas, lojas e lugares para poder se alimentar com um grande plantio carotiral, de fato, uma vila na qual todos respeitam uns aos outros, a paz reina no vilarejo onde nenhum outro conseguia obter a tão sonhada calmaria em suas respectivas habitações. Era por volta das cinco e meia da manhã, onde os pássaros aproveitavam o raiar dos raios ultravioletas e cantarolavam sem parar, fazendo leves e longos efeito sonoros que emergiam de seus bicos. Então, acordei, com um semblante satisfeito, afinal, o dia anterior foi ótimo para mim, fui nomeado como assessor da sétima sombra do fogo, o ninja mais poderoso da vila, aquele que é capaz de defender e cuidar da vila de uma maneira como todo. Após meu despertamento, fui logo em direção ao banheiro, que continha um espelho em cima da pia, na qual escovei os dentes após me banhar. O espelho minha expressão facial despertava um desejo de gratidão. Então, tomei meu café da manhã bastante feliz, e, como meu primeiro dia de trabalho, fui direto em direção à sala do nanadaime. Chegando lá, vi que ele não tinha chegado ainda, no que despertou-me uma pulga atrás das orelhas.


— Está atrasado? Logo ele? ...


Minhas sinceras palavras duvidosas, fez-me mudar meu rumo e ir até a residência do líder, no qual chegando lá, deparo-me com seus dois filhos consolando sua mãe, que em prantos, tentava enxugar suas lágrimas que escorria em seu rosto. Logo, entendi o motivo do hokage se atrasar, e mudei meu pensamento, pois ele não estava atrasado, mas sim não estava presente, no que me deu uma certa tristeza.


— Hinata-sama, o que aconteceu? Onde está Naruto-sama?


A resposta da princesa do byakugan, chocou-me de maneira surpreendente, ele misteriosamente havia sido raptado em quanto voltava da minha nomeação. O sentimento de culpa tomou conta de meus pensamentos, memórias e até mesmo a minha consciência, que pesou simultaneamente após a resposta da primeira dama. Eu sabia que eu não poderia ter o deixado lá sozinho, mesmo que isso fosse contra sua vontade, afinal, eu sou o assessor dele. Então, dou as costas para a família, e vou em direção ao local que o protetor da vila se encontrava, pois além de saber quem de fato tinha sido o raptor, também sabia onde ele residia, então, com longos passos de maneira veloz, cheguei à localidade de difícil acesso. O lugarejo, repleto de desasseio, fez-me abranger uma mudança de expressão facial súbita.

— Certo, Kawaki. Eu sei que você está aí, liberte-o agora.

O refúgio do tal ninja, fez o eco de minha voz soar longe, onde durou no mínimo cinco segundos, sem dúvidas era um lugar sombrio e tanto. A escuridão que tomava aquele obscuro latíbulo no qual pertencia ao raptador do nanadaime, era quebrada por um único feixe de luz emitido por uma vela, que foi posicionada num suporte preso a parede do lado externo do casulo, que continha uma porta de ferro,  no qual estaria preso o líder da folha e em sua fronte, estaria posicionado de braços atravancados o energúmeno shinobi cujo suas madeixas enegrecidas nem se quer sofriam um bailar, devido a incapacidade de ventar naquele território caótico, que passava uma grande presença onipresente maligna. — Você deveria desistir — indagou o oponente, que veio em minha direção de maneira acelerada, onde com meu mangekyou sharingan já ativo desde à minha entrada, pude vislumbrar com aptidão seu aproximamento, também em velocidade descomunal fui de encontro a ele, e colidir meus punhos juntos aos deles, criando uma imensa cratera no pavimento. Uma imensa batalha difícil foi iniciada, com variáveis de socos, chutes e golpes incessantes desenvolvidos por cada num de nós, defendendo-nos a cada soco que distribuíamos um nos outros. Devido ao meu poder ocular, a presciência criada por mim era boa ao ponto de não sofrer danos e pontapés. Eis que, após uma longa batalha, um grande cometa em forma de fogo vinha em minha direção, entretanto, aquilo não seria problema algum, pois repeli aqueles com a mesma camada de ataque, sendo mais denso, criando uma bruma cinzenta em meados da batalha. Eis que saco minha espada que se encontrava em minhas costas, e transmito relâmpago na mesma, onde fui em direção ao Kawaki, cujo quando me aproximei vi que ele era heterodonte,  e perfura-lo nas canalizações de chakra, deixando-o incapacitado para prosseguir a luta e caído no chão, inconsciente. Entretanto, cometi um grande erro, eu não devia ter apagado o desconhecido. Em um ato posterior após a libertação do Hokage, já sem chakra, pois a sala sugava internamente, antes do teto se abrir devido ao fato da morte do residente do local, eu tive total augúrio, e, um grande humanoide surgiu em minhas redondezas para bloquear com sua espada um imenso meteoro que estaria a vir, e apoiado a mim, estava o protetor da vila. O resgate foi completado, agora, tínhamos que retornar a cosmópole, mas antes, coloquei o corpo de kawaki preso dentro de um pergaminho, num ato de pinçamento. De volta a Konoha, já com o banqueteiro nos esperando na sala de festas para celebrar, mas antes, após chegarmos e acalmarmos as coisas, retraímos o corpo do inimigo do pergaminho, e decidimos que não o mataríamos, mas ele iria trabalhar duro em Konoha, onde este seria imponível, e que também, levaria um longo tempo até a sua destribalização e adaptação à uma nova vida e sua nova residência, na qual lembrava muito uma casota, como punição e reescaloná-lo a cada mês. Logo, chegamos a festa e vi o bastante adicionamento de comida ao banquete, na qual nenhuma se encontrava desenxabida, e fiquei bastante feliz, pela volta do hokage a vila. A cada dia, que se passava após a volta, o ruar se tornava mais tranquilo e monótono, com a paz reinando novamente, sem estruir nada na vila.


❒ 【✙ Sinônimos✙】❒ ▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂▂
Desasseio - Falta de asseio, ausência de limpeza; sujeira, “porquice”.

Latíbulo – Local escondido; esconderijo.

Mercar – Comprar para revender.

Augúrio - O que se previa; a previsão do futuro; vaticínio.

Carotiral - Arbusto de cujos ramos e caules sai uma goma branca; tragacanto. (Família das leguminosas.).·.

Presciência - Ciência, saber ou conhecimento do futuro, de evento
s futuros; Pressentimento.

Pinçamento - Ato ou efeito de pinçar, de pegar, prender ou apertar, cortar.

Heterodonte - Que tem os dentes diferenciados.
Cosmópole - Cidade onde vivem indivíduos de muitas nacionalidades, normalmente populosa e caracterizada por uma oferta cultural vasta e diversificada.

Retrair - Puxar para si, recolher na direção do próprio corpo; retirar.
Imponível - Que pode ou deve ser alvo de tributos; tributável; Condição daquilo que gera imposto; Que se pode impor, obrigar, infligir;

Adicionamento:  Ato ou efeito de adicionar, de acrescentar, incluir, reforçar; adição, adicionação;
Destribalização - Ato ou efeito de destribalizar, de retirar de alguém ou de si próprio o seu caráter tribal, seu modo de vida tribalista.

Incessantes – Que não acabam, que não cessam.

Ruar - Andar frequentemente pelas ruas, andar sem rumo ou hora pra voltar; sair a passeio; flanar, passear: os meninos foram ruar.
Estruir - Provocar danos; prejudicar alguma coisa; estragar, danificar.
Casota - Casa pequena e pobre; casebre.
Reescalonar - Estabelecer novo prazo para pagamento de débitos, dívidas: a União Europeia concordou em reescalonar a dívida da Grécia.

Monótono  - Que não sofre variação ou não demonstra novidade, tornando-se maçante;

Desenxabido - Que não tem gosto; sem sabor; insosso.

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum